Números cada vez mais expressivos apenas ressaltam a importância de estar presente nas plataformas digitais, principalmente as móveis, já que passamos grande parte do tempo com smartphones em mãos. Esta constante busca por novos conteúdos e experiências traz à tona questões como: Meus clientes estão presente neste canal? Devo aliar o meu negócio à tecnologia mobile?

A resposta para as duas perguntas acima é sim! Analisando o crescimento do uso dos smartphones e o comportamento do novo consumidor, desculpas não são mais aceitas para não investir em uma presença mobile. Mas a dúvida é: qual é o caminho ideal? Qual é a ferramenta adequada para traçar uma nova estratégia para o meu negócio?

A tecnologia mobile guarda uma série de oportunidades para vários tipos de negócios. O foco dos usuários é voltado para a funcionalidade e experiência obtida. Eles não perdem tempo se questionando se preferem utilizar um aplicativo ou visitar uma URL.  A preocupação passa a ser com o acesso à informações, jogos, produtos e serviços que atendam suas necessidades. Assim, antes de avaliar qual das opções é a melhor para o seu negócio, vamos entender um pouco sobre elas, seu funcionamento, benefícios e suas principais diferenças.

De início, o básico: a distinção de funcionalidades e direcionamento. Websites móveis são semelhantes a quaisquer outros sites. Ambos consistem em páginas HTML, que através do navegador podem ser acessadas pela Internet (para redes móveis, normalmente Wi-Fi, 3G ou 4G). O que as distingue é o direcionamento. Ao projetar uma plataforma móvel, além de adaptar a tela ao toque, adapta-se também todo o ambiente para dimensões menores. Já quando o assunto é aplicativo, nos referimos à plataformas que são baixadas e instaladas em um dispositivo em vez de serem renderizadas pelo navegador.

O primeiro passo para a maioria das marcas e empresas costuma ser o investimento em um website mobile que atenda de forma rápida e prática às necessidades dos seus consumidores. E não apenas isso. Sendo universal e abrangente, o site móvel é essencial para um primeiro contato entre a sua marca e o usuário. Quando o objetivo da presença online é alcançar o reconhecimento da marca, esta é a melhor opção.

Não se esqueça da busca por praticidade e mobilidade, pontos essenciais nos dias de hoje. Se o seu objetivo pode ser realizado pela navegador, sem necessidade de download, aproveite! Ninguém irá baixar um aplicativo para realizar buscas rápidas, como por exemplo, saber onde é a padaria mais próxima.

Mas, se o seu produto prevê uma intenção de uso com alta frequência e as necessidades vão além daquilo que o navegador pode oferecer, como jogos interativos ou redes sociais, é provável que você tenha que investir em um app para suprir as necessidades do seu negócio e do seu público.

Antes de bater o martelo e decidir o que é melhor para o seu negócio é preciso ir mais a fundo para entender as variáveis e as possibilidades de ambas as opções. E para tornar essa decisão ainda mais assertiva, listamos abaixo diversos itens que podem ser essenciais para o seu parecer. Confira!

Experiência do Usuário

Quando o assunto é Mobile Web, o acesso é feito via navegador, o que exige a disponibilidade de internet para que este seja realizado, tornando a experiência limitada as interfaces estáticas disponibilizadas pelo navegador. O tempo de carregamento das páginas passa a ser consideravelmente maior em relação aos aplicativos. Com o Mobile App a experiência do usuário é levada a um nível superior. Oferecendo uma rede de recursos muito mais abrangente e completa, os apps entregam experiências mais ricas e estáveis aos usuários, e o fato da instalação ser realizada para o acesso ao app torna a navegação mais rápida.

Já em casos de manutenção, um web site passa a ser muito mais dinâmico que um app pela flexibilidade que oferece para atualizar um conteúdo. Se você quiser alterar o design ou o conteúdo de um website para smartphones ou tablets, basta publicar a edição uma vez e as alterações ficarão imediatamente visíveis. A manutenção de um aplicativo, por outro lado, exige que as atualizações realizadas sejam enviadas aos usuários, que precisam baixá-las para manter o aplicativo atualizado.

Acessibilidade e Disponibilidade

Um site para dispositivos móveis é acessível aos usuários por meio de um navegador em vários dispositivos (iPhone, Android, BlackBerry, etc.). Aplicativos, por sua vez, exigem que o usuário primeiro baixe e instale o app de uma loja de aplicativos antes que o seu conteúdo possa ser visualizado, o que pode ser uma barreira significativa para o envolvimento inicial. Uma das principais vantagens do app sobre um sistema web é estar disponível instantaneamente. Após instalado, o app traz a rapidez exigida pelos usuários, não sendo preciso abrir um navegador e digitar o endereço desejado. Um toque e pronto!

Visibilidade

Indexáveis pelas ferramentas de busca, um site mobile permite uma maior viralização e experimentação em diferentes tipos de plataformas, ou seja,  os sites móveis são muito mais fáceis de serem encontrados pelos usuários já que suas páginas podem ser exibidas nos resultados de pesquisa. Além disso, o compartilhamento de links permitindo indicação facilitada de conteúdos e atualização automática em tempo real são pontos que favorecem esta opção.

Por outro lado, a visibilidade dos aplicativos é restrita em grande parte às lojas de aplicativos dos fabricantes. Em termos de visibilidade, não ser indexada organicamente por ferramentas de busca requer um trabalho mais elaborado de marketing para garantir mais visibilidade. Mas depois de instalados, eles passam a ocupar um lugar na tela dos smartphones e isso vale muito!

Custos

O desenvolvimento de um site móvel faz o uso de linguagens de programação mais comuns e conhecidas, o que viabiliza soluções rápidas e custos relativamente baixo. Algumas ferramentas possibilitam a criação de projetos simples, sem a necessidade de desenvolvedores, o que afeta de forma positiva o orçamento.

Já em casos de aplicativos, por apresentarem um desenvolvimento de grau complexo, exigem a participação de profissionais especializados e de mais tempo para serem desenvolvidos, especialmente se for necessário o desenvolvimento de rotinas mais complexas, o que exige o desenvolvimento em múltiplas plataformas e necessita um maior investimento.

Compatibilidade

Um único website mobile pode alcançar usuários em vários tipos diferentes de dispositivos móveis, enquanto os aplicativos nativos exigem uma versão separada a ser desenvolvida para cada tipo plataforma (iOS, Android, etc.). Devido aos diferentes sistemas operacionais do mercado, os apps tem abrangência condicionada pela criação de versões específicas para cada plataforma.  

Engajamento

Os recursos visuais e possibilidades de interatividade são limitadas e menos intuitivas em sites mobile se comparadas aos aplicativos. Já estes apresentam maiores possibilidades de engajamento para o usuário, como com o desenvolvimento de games, rede de recursos mais abrangentes com visuais atrativos e formatos criativos de navegação, além de oferecer opções de integração com outras ferramentas do dispositivo, interface interativa e disponibilidade offline com acesso após a instalação em alguns casos.

Além disso, em aplicativos temos a possibilidade de envio de notificações push. Essas pequenas mensagens disparadas pelos apps se mostram mais eficientes em termos de conversão do que o envio de notificações por e-mail, já que possibilita interação e resposta instantânea, gerando um maior engajamento.

Tendo como tendência o crescimento do uso dos dispositivos móveis em todo o mundo, questões como “Mobile App versus Mobile Web” ganharão cada vez mais espaço, tornando-se considerações reais para empresas e marcas que pretendem estabelecer presença no meio mobile.

E a sua empresa, já está presente no mundo mobile?

Se interessou neste seguimento? Sinta-se à vontade para entrar em contato conosco e agendar uma consultoria gratuita!